ROTINA

Se por um lado, existem adultos que não gostem da rotina. Para a criança, ela é muito importante pois traz estabilidade, conforto, segurança, reduz o stress e ansiedade.

Durante o período de desfralde, a rotina deve ser presente. Isso porque é comum que a criança associe as idas ao banheiro à sua rotina (ex: fazer cocô depois do almoço, fazer xixi logo quando acorda, etc). É um processo natural no qual o organismo vai se adaptando de tal forma a funcionar com maior tranquilidade possível.

Além disso, a rotina contribui para o fortalecimento da autonomia e, sobretudo para a organização mental –  fatores importantíssimos para o desfralde.

Mas isso não implica que você deva ditar as regras de como o organismo da criança deva funcionar. Não é você quem escolhe a hora que seu filho deva fazer xixi ou cocô. Não devemos nunca pedir para que ela “prenda” ou segure as fezes para se adequar a rotina. Com o tempo, o corpo vai se adaptando.

“Ahhhh mas isso significa que ela só pode ser desfraldada naa época escolar?” Não é isso. Pelo ao contrário. As férias é um período em que a família pode fazer a fase de adaptação com mais dedicação. Mas aconselhamos que o desfralde seja feito na casa que a criança mora, sem saídas longas e com a presença dos pais ou dos cuidadores que estejam envolvidas na educação da criança. Quando orientamos para evitar desfraldar em períodos em que haja mudança na rotina significa mudança de casa, nascimento do irmão, mudança de escola etc.

Adapte-se também quando necessário. A rotina é saudável e deve ser sempre realizada dentro de seus limites. Lógico, a rotina engessada é difícil de ocorrer. Até porque imprevistos acontecem. E isso também é válido dentro da construção da tolerância e frustração.

O importante aqui é oferecer uma referência aos nossos filhos de segurança e previsibilidade.

Deixe um comentário

Digite o termo e aperte Enter para pesquisar

menino-que-nao-quer-fazer-cocoBaby sitting on a potty